Do Outro Lado do Rio

PORTO (quase no fim) Ontem no final da tarde fomos conhecer a região das caves de vinho do Porto, as quais ficam do outro lado do rio Douro. Na verdade, do outro lado do rio fica a cidade de Vila Nova de Gaia, ou seja, as caves de vinho do porto não ficam na cidade do Porto.

Existem várias caves que fazem visitas guiadas. Por indicação de alguns amigos fomos visitar a que tem a melhor visita, a cave Ferreira.

DSC06349

A visita é bastante instrutiva, mas diferentemente de visitar uma destilaria na Escócia onde é possível acompanhar todo  o processo de produção de um single malt, aqui a única coisa que vemos são barris e toneis onde os vinhos ficam envelhecendo.

A produção é toda feita na região do Douro e o vinho é então transportado para essas caves para envelhercer e ser vendido. Por força da lei, para se chamar vinho do Porto, o vinho deve ser produzido na região do Douro. Algumas das coisas que aprendi na visita.

1) O vinho do Porto mais comum não envelhece depois de engarrafado. Se você tem um guardado por muito tempo (como eu tenho) provavelmente ele já perdeu em qualidade.  Talvez você possa usá-lo como vinagre.

2) Os vinhos mais caros e de qualidade muito superior, como os “Vintage”, podem ser guardados por mais tempo. Mas custam muito caro.

3) Os “Vintage”  devem ser tomados em um ou dois dias. Já os vinhos mais comuns como o Ruby e o Tawny podem ser consumidos em até seis meses. Quatro meses para o Tawny e seis para o Ruby.

4) A diferença entre o Ruby e o Tawny é que o Ruby e envelhecido em toneis gigantes como este da foto abaixo. Um tonel deste tem capacidade para até 70 mil litros de vinho. Ou seja, devido ao enorme tamanho do tonel, o vinho tem pouco contato com a madeira (carvalho) e consequentemente tem um envelhecimento mais “pobre”

DSC06345

Já os Tawnys são envelhecidos em barris de carvalho menores e em geral por mais tempo. Isso dá uma coloração mais clara ao vinho e um sabor melhor. O preço também é um pouco mais elevado, mas eu diria que nesse caso o custo compensa, pois se trata de um vinho bem mais elaborado.

DSC06346

5) Os vinhos do Porto com excessão das garrafas datadas são uma mistura de vinhos. Se você compra um vinho de 10 anos, quer dizer que está tomando uma mistura de vinhos de 8 a 15 anos que na média ponderada tem 10 anos. É mais ou menos como o whisky blended.

6) Alguns vinhos são extremamente doces. Para produzir esse tipo de vinho eles interrompem a fermentação logo no primeiro dia o que faz com que todos os açucares sejam mantidos. Esses são os vinhos prediletos das mulheres. No caso da Ferreira, o vinho das mulheres se chama Lágrima. Já para a produção dos outros vinhos, a fermentação dura em torno de 3 a 4 dias, quando então é adicionada uma aguardente de 70% ao vinho.

No final da visita temos direito a uma degustação de um branco e um tinto e como não poderia deixar de ser, uma visita a loja oficial da cave, com preços de turista. Isabela também provou o Lágrima da Ferreira.

DSC06351

Saímos de lá por volta das 7h e já estava escuro. Legal para apreciar a vista das cidades do Porto e Vila Nova de Gaia de cima da ponte.

DSC06355

One thought on “Do Outro Lado do Rio

  1. Isabela, fui na praia e um dia nadei na piscina debaixo de chuva, a água estava quentinha! Vamos brincar qdo vc chegar lá na vovó? Vamos ficar juntos?

Leave a Reply