Dona Francisca

CURITIBA (contando os dias) Nesse domingão fiz um dos percursos mais interessantes dos últimos tempos. Certamente pra entrar na lista dos Top 5. O roteiro foi idealizado pelo roteirista-mor, Du ODois, e tinha saída do pé da famosa serra da Dona Francisca, passando pela estrada Rio do Julio, Schoeder, The Rice Road (também conhecida com rodovia do arroz) e chegada no posto Rudinik na BR101. Veja o trajeto e altimetria aqui

Saímos por volta das 7h de Curitiba com a carretinha da van lotada de bicicletas e 12 ciclistas. Os mesmos de sempre com as ausências do Mildo (dando duro no Motel) e Gassner (saúde debilitada). Como não foram, viraram assunto tanto na ida como na volta. Ou seja, não dá pra faltar pedal com esses caras!

Em um restaurante no pé da serra encontramos mais três pedalantes (Rodrigo, Peterson e o sempre animado Mr. Heil) e em 15 pessoas começamos a ganhar a Serra da Dona Francisca sob um sol lazarento.

A primeira parada, depois de uns 400m de escalada, foi no meio da serra ao lado de uma bela cachoeira. O pessoal encontrou uma bela Coral mas ninguém sabia dizer se era verdadeira o falsa. Na dúvida, resolvemos deixar a bichinha em paz voltar pra estrada.

A segunda parada estava programada para o Mirante da Serra. A vista lá de cima compensa todo o esforço da subida. Lá agrupamos o pessoal e seguimos para a Estrada Rio do Júlio.

Essa estrada vale o pedal. Seguimos por ela até a represa do Rio do Júlio onde fizemos uma pausa pra um lanche e agrupamos o pessoal. A pausa foi mais longa que o planejando pois o Renato teve problemas na bike e teve que voltar. Enquanto isso os mosquitos tratavam de fazer o almoço deles também.

Depois da represa, a estrada segue com algum sobe e desce e bastante cheirosa devido a grande quantidade de flores que margeiam a mesma.

E aí começa diversão. Um downhill de uns 15km com muitas curvas. Diversão garantida e um bom teste para os freios. A única coisa ruim é que você chega lá em baixo com aquela sensação de quero mais!

Depois da descida passamos pela cidade de Schoeder pra uma última agrupada no pessoal e fazer um lanche antes da última parte do pedal. E aí tive que guardar a máquina fotográfica pois caiu um verdadeiro dilúvio na estrada. Com o calor que estava fazendo a chuva foi providencial.

Os últimos 30km foram percorridos na Rodovia do Arroz sob forte chuva mas num ritmo insano. Fabricio começou a palhaçada de andar na casa dos 35-40km/h e fomos atrás. Como disse o Lyra, pode faltar perna mas o orgulho fala mais alto. Depois de um tempo puxando,  Fabricio largou os bets e seguimos revezando Lyra, Arce e Eu até a chegada. Logo na sequência o pessoal foi chegando, todos ensopados, mas com um grande sorriso na cara! Fechamos o pedal de alma lavada com 102km e 1150m de altimetria acumulada.

Mais fotos disponíveis aqui. Mais relatos: Transpirando.

Agradecimentos a todos os pedalante pela ótima companhia, em especial ao pessoal do ODois pela ótima organização e excelente roteiro. Esperamos as próximas estradas da região!

PS: Mildo, a van a carretinha para as bikes é muito boa. Especialmente porque o dono dela morra a uma quadra da minha casa 🙂

14 thoughts on “Dona Francisca

  1. O Fabricio e Lyra tem paralamas, ou seja, andar na chuva a 35km/h por hora não faz com que eles bebam água do asfalto…. já quem não usa e quer acompanhar deve ter ficado saboreando asfalto molhado. Eu estava apenas com paralama traseiro e tentei rodar a 30km/h e dai a água chegava na boca… a 25km/h era tranquilo…

  2. o foda é começar a ler os relatos de pedal que não fui,,,

    vaiiiiiiiiiiiceeeeeeeeeeeeeee

    bom, já ta na lista dos afazeres,,

    😀

  3. Pela quantidade de vezes que escutei seu nome Mildo até comecei a achar que você tinha ido! hahaha

  4. Pedal bom, pelo menos até onde cheguei. Como sempre, uma ótima companhia, muita camaradagem. Terá replay?

  5. Show de bola esse pedal.
    Cheguei cansadaço em casa, mas valeu muito, pela companhia, paisagens, risadas…
    Otimo pedal pro final de ano, de soltar as tiras mesmo rs
    Aquele

  6. Pingback: Pedal 110km: Dona Francisca e Rio do Julio — Transpirando.com

  7. Valeu Luiz!
    Bom final de ano. A retrospectiva desse ano indica que foram muitos pedais bons, que 2011 seja power também.

  8. Pingback: Fabrício Souza » Pedal de encerramento 2010 – Dona Francisca e Rio do Julio

  9. Com tanta discussão sobre cobra verdadeira, inseto matador, acho que já tava na hora de aparecer um professor la do Setor das Biológicas que pedala neh?? Objetivo para agregar em 2011.

  10. Pingback: Pedaleiro » Serra da Dona Francisca

Leave a Reply