Temporada Aberta

CURITIBA (trabalhos iniciados) Abrimos a temporada de montanha aqui em casa com uma pernada rapidinha no morro do canal. Desde o ano passado a baixinha não encarava uma montanha e já estava com saudades.

canal

Hoje demos sorte e pegamos um belo visual lá em cima. E em função do feriado a trilha estava bem movimentada. A criançada invadiu o morro! Bonito de ver.

canalEsse ano o objetivo é levar a Isabela até o Caratuva ou Itapiroca. Veremos se consigo.

 

 

Pianista

CURITIBA (the winter is coming) Apenas três meses depois de iniciar as aulas de música, Isabela encarou sua primeira apresentação aberta. A ansiedade estava matando a baixinha, mas quando chegou a hora dela foi lá e mandou bem. O mané que filmou nem para segurar o telefone na posição certa.

 

Canal com a Criançada

CURITIBA (lazy) Céu azul e frio em Curitiba, dia perfeito pra montanha. Saímos, eu e Isabela, por volta das 8h de casa e encontramos o Rodrigo e a guirizada no pé do Morro do Canal. Infelizmente o tempo não estava como em Curitiba. Uma nuvem maldita pairava no cume do morro. Mas a criançada estava lá pra subir a montanha e congestionar os grampos.

O céu azul deu lugar ao um céu cinza, mas em contra partida ganhamos um belo arco-íris.

Lá em cima ventava muito e fazia frio. Fizemos uma pequena pausa pro lanche e logo começamos a descida.

Descemos num ritmo acelerado pois a Isabela precisava, desesperadamente – segundo ela, de um banheiro. De repente a baixinha travou num dos grampos e disse:

– Pai, uma aranha!!

E o pai chucro, retruca:

– Ah menina, deixa de frescura e desce logo esse grampo.

E a menina ainda travada:

– Não pai, é verdade!

E era verdade. Só me restou a me desculpar e tirar uma foto do belo aracnídeo que caminhava tranquilamente.

Apesar do tempo ruim, mais uma bela caminhada na montanha com a criançada!

Pukará de Quitor

San Pedro de Atacama (hot) Aproveitando a manhã livre de hoje, eu e a Isabela fizemos um trekking de 8km para conhecer a Pukará de Quitor. As pukarás são fortalezas pré-incas do norte do Chile construídas entre 1000 e 1450dc. O caminho de San Pedro até Quitor se dá por uma estradinha que margeia o Rio San Pedro (quase seco nessa época do ano). Além do rio, o tempo todo tivemos a companhia dos vulcões do Vale da Morte.

As pukarás tiveram seu papel de defesa até 1450, quando os Incas dominaram a região e incorporaram as purakás ao Camino del Inca, uma via de 6 mil km que percorria todo o Império.

Uma trilha leva até o alto da fortaleza de onde é possível observar o que seriam as acomodações das famílias, as quais podiam ser circulares ou quadradas com paredes de pedra ou pedra com lama.

La de cima também se tem uma bela vista do desfiladeiro do Rio San Pedro. A visita ao parque custa 3000 dinheiros Chilenos para adultos e 1000 para os niños.

Perdendo o Medo

CURITIBA (jump) Depois de algum tempo namorando o trampolim grande da piscina do clube a Isabela resolveu encarar. Subiu tem que pular, foi o que disse o salva-vidas.

Lá em cima a baixinha titubeou um pouco, mas como já tinha fila, não dava pra voltar. Sensação de liberdade!

Ecoavisos

CURITIBA (de olho) Eu vivo pegando no pé da mulherada aqui em casa pra que elas apaguem as luzes, fechem as torneiras direito, etc… Parece que agora eu ganhei uma aliada. Hoje cheguei em casa e encontrei um monte de avisos espalhados pelas portas da casa. Segundo a Isabela, são Ecoavisos. Bacaninhas, não?

 

Morro do Canal

CURITIBA (segunda montanha) Desde que subimos o Anhangava a Isabela estava me cobrando a segunda aventura. Definitivamente foi picada pelo bichinho da montanha. Eu já tinha prometido o Morro do Canal (1359m), por se tratar de uma caminhada relativamente curta e rápida. Perfeita pra quem está iniciando. Esse sábado deu certo!

Desta vez a Isabela era a única menina. Foram conosco Rodrigo e Natan (8 anos) e Celio e Caio (11 anos). Começamos a trilha por volta das 11:30h, pois o dia amanheceu meio esquisito e o sol resolveu aparecer somente por volta das 10h.

Antes de iniciar a subida, Isabela estava um pouco apreensiva com as correntes que servem como apoio para subir os trechos com um grau maior de inclinação. Será que eu consigo? No fim nem deu bola para elas. Tirou de letra. Depois vieram alguns grampos, mas esses ela já conhecia do Anhangava. Piece of cake!

Após uma hora de caminhada estávamos no topo do Morro do Canal. Um ventinho frio pra refrescar e um céu azul belíssimo nos acompanharam no lanche no alto da montanha. A criançada ainda ficou pulando de pedra em pedra enquanto nos  jogávamos conversa fora.

Logo depois começamos nossa descida até a base do Morro. Na volta Isabela e Natan desmaiaram no carro e só foram acordar quando chegamos em Curitiba. E a terceira montanha, qual vai ser? Estamos aceitado sugestões!

Mais fotos aqui. Relato do Rodrigo aqui.

Te Cuida Cielo

CURITIBA (molhado) Essa foi a segunda competição da Isabela na piscina do Círculo Militar de Curitiba, onde ela faz natação desde os 4 anos. Desta vez a medalha de participação teve um gostinho especial, pois ela chegou na frente. Parece que o pai bobão ficou mais contente que a competidora.